segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

As bebidas mais estranhas do planeta

Top 5 de bebidas no mínimo diferentes! Eu que gosto só me interessei pelo terceiro lugar...

5º lugar - Mamma Mia Pizza Beer

Pizza com cerveja é muito bom. Mas cerveja de pizza? Foi essa a ideia dos americanos Tom e Athena Seefurth, que acrescentam alho e tomate à fórmula para chegar a esse sabor.


4º lugar - Garant Pepper Garlic Vodka

Bebida já costuma deixar bafo. Agora imagine uma vodca com alho, pimenta e coentro? Os russos dizem que a Pepper Garlic Vodka aumenta a imunidade.


3º lugar - Shakers Rose Vodka

Criada pela destilaria Shakers, nos EUA, a Rose Vodka possui "sabor de pétala de rosa" - mas o gosto doce, na verdade, é acentuado pelo mel e pela baunilha que vão na receita.


2º lugar - Bakon Vodka

Quem gosta de uma gordurinha vai aprovar esta vodca com bacon. Segundo a destilaria Black Rock Spirits, nos EUA, ela vai bem no Bloody Mary (drinque com suco de tomate).


1º lugar - Thailand Unique

Imagina tomar uma birita... e encontrar uma naja na garrafa? A Thailand Unique, especializada em produtos exóticos, diz que o produto é afrodisíaco - e a cobra lhe dá um sabor encorpado.

Fonte: Especial Revista Mundo Estranho "O Melhor e o Pior de Tudo", Edição 2013, pág. 18.

sábado, 28 de dezembro de 2013

2 e meio

O tempo voa, filho, 6 meses para 3 anos!

Post um pouco atrasado, mas com muito amor! Você está cada dia mais esperto e falante. Faaala até dizer chegar, puxou a mim. Fala mamãe o dia inteiro, papai, vovó e várias outras coisas. Ganina agora é Galinha e outras palavras que antes eram só balbucios agora são quase palavras, é lindo de ver como você aprende cada dia mais!

Come de tudo, até pedra e o tempo inteiro! Quer dizer, não gosta de salada, mas com o tempo você vai aprender a gostar, tenho certeza!

Cada dia mais moço, cumprimenta as pessoas, abraça, beija...

Adora os brinquedões do shopping Mooca e Anália Franco, vai e fica sozinho, faz amizade com as outras crianças e com as tias que trabalham lá.

Adora pipoca, chocolate, bala, bife, batata, não podemos passar em frente ao Cinemark que é pedir "coca" na certa!

Adora, ama, idolatra a escola e as tias de lá. Dia desses até acordou e chamou a "Macha" (tia Márcia) e vive chamando a "Macha", como gosta dessa tia!

Falando em escola, dançou na festa de fim de ano, morrendo de sono, tadinho! A fantasia era um pijama e a música era Ursinho Pimpão. Mesmo chorão, foi fofo demais!

É doido pela vovó, às vezes pede para ligar pra ela para bater papo no telefone, é vovó pra cá e pra lá o tempo todo!

É bom demais te ver crescendo, virando rapazinho, falando mais a cada dia que passa... fazendo amigos, bagunça e trazendo alegria por onde passa. Te amamos muito, filho!


Será que faz bagunça?

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

As ondas mais temidas pelos surfistas

Quando eu era mais nova (e mais louca), era doida por surfe. Adorava as roupas, amo praia até hoje e quando tinha 18 anos, comecei a aprender a surfar. Tinha uma funboard velhinha que só, coitada, parecia uma ameixa seca de tão enrugada! Estava encalhada lá em Peruíbe, tomando chuva e sol, por isso o estrago. Apesar de tudo, foram anos muito divertidos me matando para aprender e no fim, nunca aprendi a surfar, rs. Eu só tomava caldo, nunca ficava em pé, era uma desgraça. Mas era divertido e isso já valia muito a pena! Foram muitas viagens bacanas, muitos lugares lindos e escondidos, trilhas para pegar ondas perfeitas, relaxar. Foi Trindade, Guarujá, Ubatuba, Maresias, Camburi e várias outras, foi no sol, no temporal, tudo pelo surfe. Apesar de adorar o esporte, abandonei por falta de prática e tempo para me dedicar, mas ficou o amor e carinho, muito bom!

Agora vamos ao nosso top 5!

5º lugar - Shipsterns Bluff
Onde: Tasmânia, Austrália
Esse pico  australiano tem fundo de coral raso e tubarões por toda a parte. As ondas quebram de um jeito esquisitão: a parede é irregular e cheia de degraus. Fica difícil se equilibrar. E a água trinca de gelada.

4º lugar - Cortes Bank
Onde: a 180 Km da costa de San Diego (EUA)
Essa onda quebra no meio do Pacífico, numa região cheia de tubarões, a mais de oito horas da terra firme. Com ondas de cerca de 30 m, o caldo rola em águas profundas.

3º lugar - Maverick's
Onde: a 1 Km da costa da Califórnia Central (EUA)
O surfe nessas águas infestadas de tubarões brancos rola de frente para um muro de pedras pontiagudas, para onde o surfista pode ser arrastado pela correnteza. A força das ondas quebra joelhos, pernas e pescoços.

2º lugar - Jaws
Onde: Ilha de Maui, Havaí
Tomar um caldo em Jaws é como cair numa máquina de lavar roupas gigante. O volume de água é imenso e você perde a noção de espaço. Além do risco de afogamento, há pedras cortantes no fundo.

1º lugar - Teahupoo
Onde: Ilha do Taiti, Polinésia Francesa
A onda mais cabulosa do mundo quebra a 60 m da costa, em cima de uma bancada de coral super-rasa. Num caldo, a pressão da onda te joga nos corais. Além de se ralar inteiro, você pode bater a cabeça e apagar. Ou ficar preso em alguma fenda e não conseguir subir.

Fonte: Especial Revista Mundo Estranho "O Melhor e o Pior de Tudo", Edição 2013, pág. 48.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Missão: Jeans 38!

Semana 18 - 16 a 22 de dezembro de 2013 

Essa semana não foi a das melhores para o projeto ainda por causa do dente do siso. Apesar de eu ter arrancado na outra semana, o dente ficou mesmo dolorido lá pelo quarto dia e assim ficou por muitos outros dias. 

Na segunda voltei ao Pilates, mas estava bem dolorida, com a boca sensível, aquela má impressão, não consegui relaxar, assim como a minha professora, que ficou com receio até de que eu fizesse a aula. Acabou que fiz a aula, mas não exagerei no peso e no esforço, caprichei nos alongamentos e matei um pouco a saudade dessa aula que eu tanto gosto. Aproveitei para ir e voltar a pé e fazer caminhadas a noite, já que eu não podia caminhar no sol. 

A minha alimentação ainda ficou um pouco comprometida porque doía muito para comer. Apesar de poder, eu não tive vontade nenhuma de tomar shakes esses dias todos... estou na fase de perigo da dieta, me conheço. Eu tenho uma fase de "meta alcançada", sabe? E aí eu relaxo. As roupas me servem, as pessoas elogiam, dizem que emagreci e eu começo a ficar relaxada com a alimentação, socorro que isso precisa passar!

Apesar de semana que vem a comilança vir com tudo, já que será Natal e Ano Novo, eu pretendo caprichar nos exercícios. Não comer tudo o que eu quiser eu acho difícil, sério. Natal é uma vez por ano e eu não abro mão. Depois faço um detox e malho bastante! 

Essa semana eu fiz uma coisa que eu tinha muuuita vontade de fazer, a criolipólise, vou fazer um post bacana contando tudo! Como foi, o preço, onde fiz e como está sendo o andamento depois da sessão, já que é um procedimento que só dá resultado passado uns dois meses.

Post curto, pois estou na Lan, note quebrou e postar pelo Ipad é uó!

domingo, 22 de dezembro de 2013

American Horror Story - Asylum

Apesar de o nome ser o mesmo, a segunda temporada de American Horror Story não tem ligação com a primeira, que se passou em uma casa mal-assombrada.


American Horror Story Asylum rola em 1964, em um hospital psiquiátrico e a única coisa em comum com a primeira temporada são alguns atores que fizeram parte das duas filmagens, porém interpretando personagens diferentes.

O tal hospital é mantido por um padre, algumas freiras e um médico e abriga diversos pacientes, entre eles vários condenados por assassinato. Claro que as coisas mais loucas que você pode imaginar acontecem lá dentro, contanto que envolva sangue, mortes, sexo e loucura, não necessariamente nessa ordem.

Outra diferença entre as duas temporadas é que essa está literalmente mais louca que a outra. Você pode esperar aliens, abdução, experiências genéticas, nazismo, exorcismo, possessão... ufa, muita doideira para apenas 13 episódios!

Os últimos episódios explicam bem o passado e o presente da série, mas são bem mornos. Tem algumas partes que ficou parecendo que estavam enrolando a gente, sabe?

Apesar de ser bem pesado e com mortes a la Jogos Mortais, gostei da segunda temporada. É assustadora e terror assustador hoje em dia é coisa rara. Não indico para quem não aguenta ver filmes com muita carnificina e provavelmente não é indicado para menores de 18 anos.

O elenco conta com nomes bem legais, como a Jessica Lange e o Zachary Quinto, que fez Heroes e é doido de pedra na série, pra variar. Ah, o Adam Levine (lindo!), vocalista do Maroon 5, faz uma pontinha em alguns episódios (e é de encher os olhos, diga-se de passagem!).

Adam Levine no set de gravação da série

Zachary Quinto em mais um papel maluco e atuando muito bem!

Jessica Lange, como Irmã Jude

Para ler sobre American Horror Story - Asylum na Wikipedia, clique aqui.

Onde comprar?
À venda em várias livrarias no shopping e online em lojas como Saraiva e Extra.

Quanto?
Entre 70 e 100 reais.

Recomendado?
Sim! Principalmente para assistir com a galera ou abraçadinho no escuro!


sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

As cidades mais poluídas da Terra

Um top 5 triste, mas real =(

5º lugar

Onde: Dzerzhinsk, Rússia
Pessoas afetadas: 300 mil
O forte de Dzerzhinsk é a fabricação de armas químicas. Ao longo dos anos, cerca de 300 mil toneladas de resíduos químicos foram parar no lençol freático. Em alguns locais, a água virou uma lama esbranquiçada super tóxica.

4º lugar

Onde: La Oroya, Peru
Pessoas afetadas: 35 mil
Desde 1922, os moradores de La Oroya penam com os resíduos de uma mineradora americana. A situação é tão grave que, vira e mexe, o governo aconselha a população a não sair de casa até que o ar esteja minimamente respirável.

3º lugar

Onde: Sukinda, Índia
Pessoas afetadas: 2,6 milhões
Nesta região mineradora, mais de 30 milhões de toneladas de resíduos de cromo e outros metais pesados são excretadas nas zonas vizinhas e às margens do rio Brahmani - a única fonte de água "potável" dos moradores, causando inúmeros defeitos congênitos e abortos.

2º lugar

Onde: Tianying, China
Pessoas afetadas: 140 mil
Em Tianying, a concentração média de chumbo no ar e no solo é até dez vezes maior que os padrões aceitáveis! É lá que fica uma das maiores bases produtoras de chumbo da China, responsável por metade da produção total do país.

1º lugar

Onde: Linfen, China
Pessoas afetadas: 3 milhões
Em Linfen, o volume de pó de carvão no ar é tão grande que os moradores chegam a engasgar quando respiram! Para piorar, grande parte das minas não é regulamentada e desvia os escassos recursos hidricos da região para usar na mineração.

Fonte: Especial Revista Mundo Estranho "O Melhor e o Pior de Tudo", Edição 2013, pág. 29.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Missão: Jeans 38!

Semana 17 - 09 a 15 de dezembro de 2013 


Sério, estou com medo dessa semana. Faz mais ou menos um mês que não me peso por conta da estagnada que eu dei na balança. Apesar de me sentir mais magra em relação às minhas roupas, a balança não mudou nesses últimos tempos. Não consegui marcar a bioimpedância, acho que terei que marcar uma consulta no endócrino de novo e pedir para fazer a bio lá mesmo. 

A semana foi péssima para o meu projeto. Por causa do siso que arranquei, não pude fazer nenhum tipo de exercício, não podia tomar sol, fazer esforço, carregar peso e aí dificultou bastante. Fora que dá um certo mal-estar, levei pontos, fica aquela má-impressão, uma agonia por causa do dente arrancado, é bem estranho! 

Para ajudar, minha alimentação ficou muito comprometida. Não sei se emagreci de tão pouco que comi ou se engordei de tanta besteira! Imagino que nessa balança o engordar é mais provável, infelizmente... tive que comer muitas coisas pastosas, de preferência frias ou geladas. Nessa, comi muito sorvete (que eu nem gosto tanto), mousses, iogurtes, sopas frias, banana amassada, parecia uma velhinha banguela, rs. 

Eu disse que não gosto tanto de sorvete, né? Pois bem, apesar de não morrer de amor por sorvete, eu tenho uma queda bem grande por sorvetes da Freddo. Nessa, meu marido percebeu que eu não estava comendo quilos de sorvete, como a dentista indicou e comprou um pote de sorvete de lá... fala se não é para morrer de amor e matar ao mesmo tempo? E comprou logo o de mascarpone e o de maracujá... comi um pote em dois dias, céus... 

Como estava em recuperando, a dentista foi bem clara, precisava comer bem, principalmente proteínas, o que foi difícil... investi nas sopas com músculo bem cozido, fácil para mastigar e tal, mas desanimadoras de comer... amo sopas, mas frias? Aff, Maria... 

Tomei muito chá gelado, sucos, água de coco, tudo gelado. Comi muuuuuito danone! Fiquei manhosa (porque sou bem dessas, com dor e TPM foi tenso) e quis muitos doces... frios. Torta mousse da Ofner, que amo, foram dois pedaços.

Enfim, essa semana merecia ser riscada do meu projeto. Admito que, apesar da dor, fui feliz. Comi muito tudo o que quis, fazia muito tempo que não fazia isso! Mas estou morrendo de fome, vontade de comer um bifão mal passado, comer Baked Potato, vontade de comer muitas coisas! Ah, também comi muito macarrão, porque é molinho. Gente, quero comer bifeeeeeeeee! 

Morri de saudade das minhas caminhadas e do meu Pilates, mas vou compensar tudinho, combinado? Tudo bem que o Natal vem aí, força e foco, minha gente =)

Ah, essa semana não tem foto, além de não ter tido exercícios, boa alimentação, tô com a cara um pouco inchada, ninguém merece, né? =P

sábado, 14 de dezembro de 2013

Medo de dentista - Parte III

A primeira sessão de tortura, ops, dentista chegou e foi menos pior do que imaginei, graças a Deus! Quase morro do coração, cheguei ao dentista como se fosse pra forca, credo, preciso tratar esse medo!

A doutora me explicou como seria feito o tratamento, que limpezas profundas seriam feitas e que eu teria que começar a fazer um tratamento em casa, com creme dental e enxaguante específico para tratamento de gengivas. A limpeza começou e ela me perguntou se eu queria anestesia. Optei por começar sem e ver até quando eu aguentaria. Não sei se fiquei mais forte depois que tive o Arthur e também a mão levinha da doutora contou muito, mas não precisei da anestesia e foi muito mais sossegado do que eu imaginei!

Saí do consultório com outra sessão marcada para semana seguinte, fui comprar a tal pasta e enxaguante e quase vou à falência de novo (bem feito, quem mandou não ir ao dentista?) e demorei alguns dias para encontrar a pasta de dente, difícil de encontrar ainda por cima.

Na semana seguinte voltei e fizemos a segunda sessão, novamente sem anestesia. Dessa vez eu trouxe as radiografias e a doutora me mostrou que realmente meu dente do siso estava bem comprometido, dava para ver que ele estava praticamente oco em algumas partes. Aproveitamos para marcar a extração do siso para a semana seguinte... Foi bom, assim faço tudo nas minhas férias, mas fiquei morrendo de medo!

Extração marcada, combinei de a minha mãe me acompanhar. Cheguei no consultório bem nervosa, com dor de estômago, com medo da anestesia, de doer, do pós... A doutora me acalmou bastante, deixou minha mãe entrar (o que nem sempre é bom, já que ela quase desmaia quando eu tiro sangue, mas foi bom pelo apoio moral) e disse que faria tudo no meu tempo.

No fim, tudo foi MUITO mais tranquilo do que eu podia imaginar! A doutora foi me explicando tudo o que ia fazer, minha respiração estava acelerada e ela deve ter percebido que eu estava apavorada. Aplicou a anestesia com tanta delicadeza que tive que perguntar se ela aplicou mesmo, não senti nada! Aí fiquei nervosa achando que ela não tinha aplicado, até que comecei a falar mole, estava até com a língua meio dormente. Quando a anestesia fez efeito, ela começou a usar muitos e muitos instrumentos que preferia nem ver. Eram espátulas, alicates enormes, credooo! Tem que ter estômago para ser dentista! E depois de alguns minutos de briga, o dente finalmente saiu. Antes dele sair, quebrou alguns pedaços (estava morrendo de medo disso acontecer, fizeram tanta propaganda ruim disso), mas não influenciou em nada.

A doutora deu os pontos que precisava, me deixou sentada para voltar bem da anestesia, me fez muitas indicações (continuar com o antibiótico, começar um antiinflamatório, tomar muitos sorvetes, não tomar sol nem banho quente e comer comidas frias ou mornas). Indicou três dias de repouso total e nada de pegar o filhote no colo, carregar peso, cozinhar e abaixar muito a cabeça.

O resultado: ainda estou me recuperando, mas está sendo muuuuito mais sossegado do que eu poderia imaginar! O durante eu realmente não senti nada (tirando medo, rs) e o depois foi tranquilo na medida do possível. Sou muito inquieta e não presto para fazer repouso. Com uma semana de pós-parto eu estava no mercado fazendo compras para casa.

No final do segundo dia eu senti umas fisgadas nos pontos, não chegou a ser dor, mas preferi não abusar e passar o dia seguinte todo deitada, vendo filmes. A parte ruim é que minha boca encheu de aftas e isso doeu demais! Muito incômodo, dor, piorou para comer, um saco. A parte boa é que sábado eu já estava quase nova, ainda bem!

Me sinto aliviada por ter superado mais esse desafio, ter me livrado de um dente que me dava problemas desde que nasceu e que ainda estava estragado e poderia estragar outros dentes, além de parar de morder a bochecha, de tão torto que ele era! Agradeço muitíssimo à doutora Christiane, que está conseguindo me tirar esse medo terrível que tenho de dentista e deixando meus dentes lindos novamente! E rezo para não botar meu projeto a perder de taaaanta porcaria que estou comendo, estou me sentindo mais gorda a cada minuto que passa de tanto sorvete e iogurte que estou comendo, socoooorro!

E semana que vem tem o retorno e creio que o final do meu tratamento, ufa!

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Dia de cinema: Meu Passado Me Condena

Para abrir oficialmente minhas férias (tão esperadas, uhuuu!), decidi ir ao cinema. Foi assim, coisa de última hora, fui à temida dentista, que fica na rua do shopping e resolvi dar uma volta por lá. E aí uma coisa puxou a outra. O único filme que tinha naquela hora era esse, mas não me arrependi da escolha, dei muita risada mesmo!!


Meu Passado Me Condena é um filme que tem um estilo que adoro: comédia romântica (amo, amo, amo!), filme leve, em que você não se assusta e nem gasta cérebro pensando demais, é aquele filme para relaxar, sabe? Faz bem ver um desses de vez em quando. Fora que eu sou suspeita, adoro cinema brasileiro.

O filme foi baseado na série de mesmo nome do canal Multishow e conta a história de um casal que se conhece e em um mês decide se casar. No filme, eles decidem fazer um cruzeiro de lua-de-mel pela costa brasileira até a Itália. Os atores principais são os mesmos do seriado, Fabio Porchat e Miá Mello. O filme se passa em um cruzeiro da Costa e foi o primeiro filme gravado num cruzeiro real, que saiu do Rio de Janeiro com destino final a Itália.

O enredo do filme é simples e gostoso de assistir. O casal Miá e Fábio se casam e fazem o tal cruzeiro de lua-de-mel e ambos encontram amores do passado na viagem. E claro que só dá confusão, eu dei muita risada! E detalhe, só tinha eu na sala, dei prejuízo pro Cinemark, rs! Também, sessão do meio-dia numa segunda, tinha que estar vazio, né? Me diverti muito, ria sozinha das tiradas do filme, fora que a fotografia é linda, cada paisagem! Fiquei até com vontade de conhecer o Marrocos!

Para variar, o Adoro Cinema me ajudou muito nesse post! O filme está em cartaz em várias cidades do Brasil, adorei e recomendo para um passeio descontraído sozinho, com amigos, namorado, filme bacana para todos!

Ah, se quiser ver o trailer é só clicar aqui!

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Missão: Jeans 38!

Semana 16 - 02 a 08 de dezembro de 2013 

Entrei no quarto mês do meu projeto! 

Como passou rápido, 4 meses! Por isso devemos nos esforçar para começar, porque olha como o tempo passa rápido... se eu não tivesse começado o projeto, talvez fossem mais 4 meses engordando ou comendo errado ou mais fora de forma ainda. Valeu a pena começar, estou começando a colher os frutos dos meus esforços, aprendendo mais a cada dia que passa e vendo que ainda tenho muito o que caminhar nessa trilha. O mais importante é que comecei e não parei!

Essa semana também voou. Foi minha primeira semana de férias no serviço, mas descansar que é bom, nada, estou correndo pra lá e pra cá resolvendo problemas que ficaram pendentes o ano todo. Não vou mentir que peguei um cineminha, que passei uma tarde com meu filhote, que me diverti. Mas também corri atrás para resolver um montão de coisas! 

Segunda fui à dentista e marquei de arrancar meu siso, confesso que estou APAVORADA! Para ajudar, vou ter que ficar sem me exercitar por volta de 7 dias e comer muitos líquidos mornos e frios. Entre minhas recomendações, está comer sorvete de massa à vontade, eu mereço, Deus? Além de não ser fã de sorvete, vou engordar até morrer! 

Para compensar uma semana sem exercícios, peguei muito pesado nessa semana. Fui ao Pilates e caprichei nos exercícios, andei muito, muito, muito. Fiz boa parte das minhas coisas a pé, na terça feira andei 11,5 Km! Cheguei a fazer uma bolhinha no pé, mas nem ligo, adoro andar! Também tentei me alimentar melhor e no começo da semana foi tudo lindo: alface americana, filezinho de frango grelhado... até quarta. Quinta começou a desgraça. Com a ansiedade por conta do dente e por comer só coisas muito leves, quinta eu estava surtada, querendo comer tudo o que pudesse. 

Fui ao Mercado Municipal comprar coisas para a ceia e almocei por lá. Pai amado... comi metade de um sanduíche de pernil, um outro pedaço de sanduíche de mortadela e dois chopps. Fui feliz, viu, não vou negar, mas entrei com o corpo todo na jaca dessa vez, fazia tempo que eu não dava uma dessa! Espero que a semana do sorvete não lasque tudo de vez. 

A boa é que para compensar, fiz bastante exercícios, levei Arthur na piscina umas três vezes essa semana. Teve um dia que não consegui malhar. Meia noite estava eu, fazendo caminhada no condomínio, os porteiros me achando louca por dar volta em círculo por uma hora, rs. Sexta fiz mil coisas a pé de novo, sábado fui ao Summer Break Festival (furada total, depois conto em outro post) e nessa andeeeei e fiquei em pé por horas. Ou seja, teve muita jaca e muito exercício. Como sempre a jaca ganha, é rezar para não ganhar peso, né?

Ah, uma novidade não muito boa: fui ao ortopedista essa semana e estou com joanete nos dois pés. Reparei há alguns meses que meus pés ganharam esses calombinhos e achei que eram calos, mas o médico me confirmou que são joanetes... semana que vem vou passar em um especialista em pé, mas o doutor já me adiantou que não é nada demais, não parece ser um caso que necessita operação. Ele me disse que quem nasce com pré disposição a ter, terá, não importa quando. As caminhadas podem ter influenciado porque usei mais meus pés do que antes, mas o doutor disse que entre a caminhada e o joanete, para eu ficar com a caminhada, o joanete daremos um jeito, ainda bem!

E a foto da semana é essa, com shorts da sessão "não fechava quando comprei e agora está até larguinho", iupiii!




domingo, 8 de dezembro de 2013

Os lugares mais bizarros para passar férias

Eu adoro viajar, uma das coisas que mais gosto de fazer na verdade. Como boa turismologa que sou, não podia deixar de fora esse top 10!

10. Cemitério pop
Onde: Paris, França

Quando o cemitério de Père-Lachaise foi inaugurado, em 1804, a elite parisiense torceu o nariz. Para promovê-lo, as autoridades transferiram para lá ossadas de grandes personalidades. Hoje, os túmulos dos escritores Balzac e Oscar Wilde, do músico Chopin e da cantora Édith Piaf atraem levas de turistas - o campeão de visitas é o do músico Jim Morrison.

9. Bunker antinuclear
Onde: Troywood, Escócia

Uma casa à beira de uma estrada na Escócia parece uma atração turística improvável. E é mesmo, não fosse o bunker subterrâneo escondido! O cômodo, instalado a 40 m abaixo da superfície, foi preparado para ser o quartel-general da Escócia caso o país sofresse um ataque nuclear na Segunda Guerra. Até um estúdio da emissora BBC foi instalado lá.

8. Diário de um detento
Onde: Louisiana, EUA

Uma das maiores prisões dos EUA, com 5 mil detentos e 1,8 mil funcionários, a Penitenciaria Estatal de Lousiana montou uma espécie de exposição para que o público conheça como ela funciona - mas sem ter acesso às celas nem aos presos. Os visitantes podem ver um modelo de cela e "armas" apreendidas lá dentro, como uma feita com canos que seriam usados numa obra.

7. Luz no fim do túnel
Onde: Cu Chi, Vietnã

Se você sempre sonhou em ser um guerrilheiro, eis o passeio certo para você: os túneis subterrâneos de Cu Chi, construção que serviu de abrigo para os vietcongues durante a Guerra do Vietnã (1959-1975). São seis níveis, um mais estreito que o outro, para dificultar a entrada de pessoas de maior porte físico (houve uma adaptação para os turistas).

6. Programa de rato
Onde: Deshnok, Índia

Por fora, o templo Karni Mata é bonitão, todo em mármore branco. Mas por dentro... São 200 mil ratos indo de um lado para outro. E ninguém os perturba, já que eles são considerados sagrados nesse templo hindu - alguns adoradores chegam a servir-se da mesma comida que os Kabas, como se chamam tais seres sagrados.

5. Prisão realista
Onde: São Francisco, EUA

O presídio de Alcatraz foi construído no meio de uma ilha a 2 Km da cidade de São Francisco e abrigou criminosos famosos como Al Capone e Robert Stroud. Hoje, no tour pelo local, o audioguia pede que em alguns momentos as pessoas fechem os olhos para ouvir as gravações dos gritos dos detentos e oficiais - e sintam na pele o clima do presídio.

4. Marcas da violência
Onde: Kigali, Ruanda

O Hôtel des Mille Collines é um quatro estrelas decadente, com suas 112 suítes, restaurante e café. Mas a piscina atrai turistas - a água dessa piscina garantiu a sobrevivência de mil pessoas da etnia tútsi, a quem o gerente do local deu abrigo durante o genocídio de 1994. Foi um grande gesto de solidariedade, que inspirou o filme Hotel Ruanda.

3. Férias radioativas
Onde: Chernobyl, Ucrânia

O acidente nuclear na usina de Chernobyl, em 1986, destruiu a cidade, mas hoje rende dividendos turísticos. Os guias garantem que o perigo já passou: na entrada e na saída da usina, uma barreira de controle mede a radiação das pessoas, para mostrar que o passeio não deixa sequelas. Por precaução, os turistas fotografam a uma distância de 100 m.

2. Momentos de concentração
Onde: Auschwitz, Polônia

O complexo de campos de concentração de Auschwitz (1, 2 e 3), usados na Segunda Guerra, é ponto turístico de valor histórico. O passeio começa em Auschwitz 1, com a exibição de um vídeo e segue por celas, câmaras de gás e crematórios onde morreram mais de 1 milhão de pessoas.

1. Hora do terror
Onde: Phnom Penh, Camboja

Se você é daqueles que se impressionam fácil, não vá a Choeung Ek, campo de extermínio da ditadura do Khmer Vermelho entre 1975 e 1979. Hoje, o local é um memorial, onde estão expostos crânios de 5 mil dos 2 milhões de vítimas - 20% da população do país. As peças ficam empilhadas em redomas, separadas por idade e sexo.

Fonte: Especial Revista Mundo Estranho "O Melhor e o Pior de Tudo", Edição 2013, pág. 14.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Projeto Facebook Off - Semana 3

Essa foi a última semana do projeto e no final das contas percebi que ficar sem o Facebook não otimizou tanto assim meu tempo como eu imaginei. Achei que eu era viciada, mas o meu maior problema é o celular, principalmente o WhatsApp.

Para solucionar esses problemas, não instalei o app do Facebook no celular e estou procurando mexer menos no celular, principalmente em casa. Já briguei muito com meu marido no passado por ele não desgrudar do celular, na época eu não tinha um smartphone. Hoje entendo o vício que ele tinha e que rapidamente cortou da vida dele. Agora quem está grudada no celular sou eu.

Às vezes vou almoçar e vejo em algumas mesas a seguinte cena: uma família completa ou um casal, todos mudos e na maior parte do tempo mexendo no celular. Acho tão feio, além de achar uma perda de tempo. Hoje em dia as famílias tem cada vez menos tempo juntas e quando saem para comer fica cada um no seu celular? Já percebi também que eu interrompia almoços ou outras refeições com amigos ou minha família para responder mensagens pelo WhatsApp e estou conseguindo cortar, ainda bem!

Bom, já estou entrando em outro post que estou escrevendo, sobre vício em internet, mas basicamente é isso. Fico muito feliz por ter voltado ao Facebook, muitas pessoas queridas voltaram à minha rotina, pude reencontrar, mesmo que virtualmente, vários amigos, ver fotos dos bebês lindos que nasceram, ver notas da faculdade, além de materiais que eu precisava urgentemente para estudar, o balanço foi com certeza positivo! O Face é muito importante, in ou felizmente. Muitos professores meus da Federal postam notas nos grupos da faculdade, deixam conteúdo de matérias, avisam que não haverá aula (nessa de ficar sem Facebook fui duas vezes pra Federal sem ter aula, que raiva!). E claro, a melhor parte é conviver mais facilmente com os amigos. As pessoas se acostumaram a usar mais o Facebook para se comunicar, para manter contato, acabaram perdendo o hábito de se comunicarem por outras vias. Pelo Face dá até para conversar via vídeo, além de mensagens rápidas e o inbox, que acaba servindo quase como um email quando a pessoa está off.

E sobre o lado ruim do Facebook, só tenho algumas coisas a dizer: vou gastar menos tempo com ele, mas vou manter meu perfil. As pessoas que me fazem ou fizeram mal já não convivem comigo nem virtualmente. Muitas coisas que eu tinha abertas agora são privadas, vou me expor menos, inclusive o meu filho, a gente não sabe quantos loucos existem por aí, né? Fiquei assustada de ver como você pode ver e saber a vida praticamente inteira de uma pessoa pelo Facebook, que medo! Então vou continuar usando o Face, mas com alguns cuidados.

Voltei, agora pra ficar, rs!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Missão: Jeans 38!

Semana 15 - 25 de novembro 1º de dezembro de 2013 

Posts meio atrasados, mas a "culpa" disso são as minhas sonhadas férias! Esperei tanto por elas! Bom pra resolver probleminhas pendentes, ir à médicos, descansar, ficar muito com o filhão! Hoje tirei minha manhã para atualizar aqui.

Essa semana completei meu terceiro mês de caminhada (praticamente) diária! Três meses indo e voltando a pé do serviço quase todos os dias. Pelo Runtastic (aplicativo maravilhoso e simples, indico!), caminhei 100 Km nesse período, olha que coisa boa! Fui pra praia e voltei a pé praticamente! E olha que essa conta não tem as vezes que fiz esteira, que o GPS do celular não funcionou e os dias que fiquei sem celular, então dá para colocar mais uns Kms nessa conta, muito feliz e orgulhosa!

Eu peguei muito gosto pela caminhada, se estou viajando quero fazer e até nos finais de semana eu dou um jeitinho. Eu não amo esteira, como já devo ter comentado por aqui, mas faço se estiver muito ruim o tempo. Agora caminhada é o máximo, procuro fazer o máximo de coisas a pé, mercadinho, Correios, essas coisas que não tem que carregar muito peso, sabe? 

A semana passou sem muitas atribulações, os três dias que trabalhei foram bem puxados porque eram vésperas de férias e sabem como é, sempre tem uma coisa ou outra pra resolver. Apesar de quinta e sexta eu estar de folga, aproveitei para resolver muitas coisas, ir ao banco resolver chatice para não deixar muitas buchas para o fim das férias e estragar tudo. Consegui ir ao Pilates duas vezes na semana e fiz bastante caminhada. 

No fim de semana praticamente não comi besteiras, o que me motivou a uma meta nova para o fim do ano: caber em roupas bonitas e ficar bem nelas. Para isso, na próxima semana a alimentação será caprichada e bem focada, vou evitar ao máximo comer porcarias e comer direito. Eu como bem na maioria dos dias, mas dou muitas escapadas, como doces e tal. Mas soquei esse objetivo na cabeça e vou segui-lo, sabe por quê?

Porque esse fim de semana eu fui com a mama ao shopping e pedi ajuda a ela para comprar umas roupitchas para mim e a maioria FICOU LINDA! Vestidos que me deixavam com jeito de grávida again caíram bem, camisetinhas voltaram a ficar bonitas, shorts estão melhores em mim e isso me deixou muito feliz mesmo! Penso nisso quando estou me ferrando lá no Pilates e querendo desistir por causa dos exercícios puxados!



Como estou sem o app do Facebook no celular, tive que Instagramzar essa foto, então ficou cortada. Mas dá pra mostrar que esse shorts entrou e ficou bom!!! Quando eu o comprei ele não fechava, mas comprei (ou melhor, ganhei da mamis) porque estava na promoção e eu pretendia emagrecer. Isso foi no começo do ano. E agora ele fecha e fica até soltinho, dá pra ver na coxa que ele não está apertado? Gente, isso me fez ganhar o dia, me fez agradecer por ter começado o projeto, me fez ficar radiante. Esse shorts é 40, falando nisso =D

E sobre os shakes: eles são deliciosos, eu gosto de verdade. Mas não acredito muito em alimentos em pó, então acabo desanimando de tomá-los sempre. Fora que meu marido está no emagrecimento comigo e tem pressão alta e o shake tem muito sódio, então não tomo muito para ele não tomar também, invisto nas comidinhas mesmo. Mas que é uma delícia é. Então estou fazendo assim, segunda janto um copo de shake para compensar possíveis jacadas do fim de semana. E se eu jacar na semana e sentir necessidade de tomar um shake, vou tomá-lo no café, que pode ser acompanhado por torradas e por ter leite, acho até que tem mais a ver tomar de manhã. Minha amiga Nicolle, do Nicollices, está no projeto de emagrecer e está tendo muito sucesso, estou tão feliz por ela! Ela toma os shakes, adora e se dá bem com eles, por isso vejo que cada um acaba tendo um ritmo e rotina diferentes para emagrecer. 

E que venha mais uma semana, começando a colher frutos, feliz!

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Saudade da cozinha

Quem me conhece sabe que eu adoro cozinhar, especialmente doces. Apesar da correria e de eu mal comer em casa, eu acho terapêutico fazer bolos, cupcakes, docinhos, brigadeiros, chocolates... antes da minha volta com tudo para a Federal, eu fazia doces quase todos os dias. Ah, antes da missão jeans 38 também, claro!

Antes da missão, eu fazia chocolates quase todos os dias: ao leite, branco, com crispy... fazia cupcakes de cenoura com ganache, brigadeiros belgas, pavês, principalmente o de Bis, minha especialidade! Nessa eu comia, Arthur comia e um monte de gente no meu serviço também. Ir de fim de semana na Chocolândia comprar um ingrediente novo por puro hobby era rotina.

Com o projeto e a Federal, eu dei uma brecada nas minhas receitinhas, mas esses dias me bateu uma saudade de fazer! É uma terapia mesmo, adoro fazer, levar para os amigos do serviço, fazer pacotinhos para o marido levar para o serviço dele, para casa dos meus pais. Quando as amigas vem em casa e tem doce, faço questão de fazer o pacotinho para elas levarem para os pais, sobrinhos e família.

Cozinho com e por amor. Coloco amor em cada docinho que faço. Pesquiso receitas na internet, compro os ingredientes, testo as receitas. Tem receita que está tão manjada que nem meço mais nada para fazer. E tudo com amor, amor, amor! Aí preparo, levo para o trabalho, cada um come e dá um suspiro, alegra um pouquinho o dia corrido de cada um.

Dia desses foi aniversário de uma colega de serviço e a Beth, nossa cozinheira oficial, fez um bolo de chocolate com calda que fez todos suspirarem! Doce, mas leve, calda gostosa, cremosa, hummm! Falando nela, nossos almoços diários são feitos por ela, com muito capricho e amor. Sério, dá para sentir o amor na comida que ela faz, faço a maior propaganda, meu marido AMA tudo o que ela faz, sempre que dá tento trazer um pouco para ele. Até minha mãe ama o que a Beth faz, rs. E fora a atenção dela com cada um que almoça a comida dela. Quem não come peixe, ela faz omelete, eu adoro feijão puro e ela sempre me separa uma cumbuca de feijão antes de servir a panela e por aí vai.

A comida aproxima as pessoas e quem cozinha faz um gesto de amor, de preocupação e de carinho! Cresci com um cozinheiro porreta, meu pai! Comidas típicas do Nordeste fazem parte da minha vida desde antes de eu nascer. Acho que foi dele que herdei esse amor por cozinhar. Talvez da minha avó materna também, lembro com carinho das coisinhas gostosas que ela fazia para mim quando criança =)

Bom, no fim das contas eu quis dizer que não vejo a hora das minhas aulas terminarem para eu voltar a fazer meus docinhos que tanto gosto!

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Missão: Jeans 38!

Semana 14 - 18 a 24 de novembro de 2013 

Nessa semana completei um mês de aulas de Pilates, como passou rápido!

Um mês de Pilates que voou, nem percebi. Um mês que já me fez ficar apaixonada, espero poder praticar por muito tempo! Estou curtindo muito essa mistura legal de respiração, postura e musculação que o Pilates oferece! Hoje mesmo fiz uma aula e foi tão bom! Mesmo eu estando meio doente, com uma crise de rinite ferrada, me sinto bem, até relaxo! 

Andei pensando bastante sobre meu projeto esses dias. Com ele, fiz novas amizades, resgatei antigas, troquei muitas ideias, aprendi muito. Estou muito satisfeita com a minha evolução, cheguei no jeans 38/40. Antes eu usava o 36/38. Não sei se consigo voltar para o corpo que eu tinha antes, mas cheguei à conclusão que não quero meu corpo de antes. Eu era magra palito, tinha um corpo bonito, com curvas, mas era muito magrinha. Estou muito satisfeita com minhas pernas e bumbum, curvas maiores e agora com Pilates e caminhada, bem desenhadas. Meu braço afinou e meu grande problema ainda é mesmo a barriga que não fica reta nem a pau, mas está bem menor do que era antes e isso já me anima bastante!! Ela nem me incomoda mais como incomodava, estou feliz mesmo, satisfeita por ter tido resultados tão animadores em 3 meses e meio!

Esse final de semana fui ao shopping e coloquei uma roupa que gosto bastante, tirei até uma foto que está no celular, mas com a minha falta de Facebook, estou com certa dificuldade em transferir minhas fotos... vou providenciar fotos urgentemente para cá, fazem toda a diferença! A melhor parte foi o shorts: comprei um 40 que não fechava, no começo do ano e nesse final de semana além de fechar, ficou meio larguinho! 

Em relação a alimentação, estou levando o mais sério possível. Estou aprendendo a comer melhor por saúde e consequentemente, por estética. Eu comendo bem acabou refletindo na minha casa, meu marido e meu filho estão comendo bem melhor, com mais qualidade. O mais difícil está sendo enfiar isso no cérebro do meu marido, rs, ele é teimoso demais e foi educado de uma maneira totalmente diferente em relação a alimentação... em outro país, por um pai nada chegado a dietas e comidas leves... não o culpo, mas dificulta bem mais porque ele tem vícios antigos. Por isso corro aqui para ensinar ao Arthur que comida é muito importante para a saúde dele, para ele não sofrer tentando se reeducar quando for mais velho ou pior, sofrer com doenças decorrentes da má alimentação. 

A parte difícil está sendo os shakes. Eles são bem gostosos (tirando o Breakfast da Diet Shake, afff, troço ruim!), o de Baunilha é meu favorito! É doce, gostosinho pra caramba. Mas é doce, tem dia não que não dá vontade de jantar shake... e nessa eu tomei shake uma vez só semana passada. Compensei comendo coisas leves, não gosto de nada forçado e se eu tivesse tomado o shake três noites, seria forçado e não acho legal.

Bom, vou parar por aqui porque estou escrevendo em casa e está super complicado, já levantei umas 10 vezes para ver o que Arthur quer. Uma hora era água, outra mamadeira, muitas para dançar uma música e por aí vai. O post deve estar cheio de erros e coisas sem nexo, mas é o que tem pra hoje, rs. Estou sem internet há mais de uma semana no serviço e isso está complicando minha vida para postar... ah, só antes de finalizar: combinei que só vou voltar a me pesar depois de fazer a bioimpedância, já que faz um mês que não perco e nem ganho peso. Pensei e achei o melhor, porque estava criando muitas expectativas e eu, como toda boa ansiosa, estava ficando meio tiltada, rs. 

Boa semana à todos!

domingo, 24 de novembro de 2013

Projeto Facebook Off - Semana 2

Mais uma semana completa sem Facebook e com mais prós e contras.

Estou com uma sensação super estranha de liberdade depois que fechei o FB. Sei lá, tenho a impressão de que estou "protegida", sabe? Parei para pensar e percebi que eu exponho muito mesmo e é uma exposição desnecessária... quando voltar vou ser mais discreta, como estava sendo no começo do ano...

Novamente tive desvantagens com a minha saída do Face: fui pra Federal de novo e não tive aula (aff, de metrô ainda por cima, que raivaaa!), estou participando de um amigo secreto em que as dicas e sugestões de presentes estão todas no Facebook e minhas amigas estão tendo a dor de cabeça de copiar as mensagens e me mandar via WhatsApp (muito amor por elas, rs). Também tenho que estudar para uma prova que tem o conteúdo no maledeto Facebook, estou no aguardo de algum colega de sala me enviar via email...

Também sinto muita falta das minhas amigas do grupo das mamães... temos um grupinho no Whats, mas não é a mesma coisa =(

Domingo o Val foi em casa e tive meu primeiro deslize Facebookeano: peguei o celular dele e me atualizei da vida de três amigas. Mas foi uma atualizada do bem: uma vai ter bebê (não nasceu ainda), outra teve bebê (mas não consegui ver nada porque o perfil é todo fechado) e outra está com o pai doente, em recuperação.

Várias pessoas que adoro tem Facebook e eu estou sem contato. Por exemplo, queria convidar uma amiga e o filhote dela para passear e estou sem o telefone dela, perdi. Ao mesmo tempo percebo que muitas pessoas estão me ligando, mandando SMS, tudo para não perder contato e achei isso muito bacana. O mesmo acontece do meu lado, estou ligando mais, mandando mensagens, Whats, estou até trocando mensagens via email, coisa que não fazia há muito tempo!

Ah, já ia me esquecendo de contar. Essa semana, para ajudar, fiquei sem WhatsApp por alguns dias também. Meu celular foi furtado no meu serviço, mas felizmente consegui recuperá-lo. O porém é que ele voltou sem chip... ainda estou sem celular, sem WhatsApp, bem incomunicável, está bem difícil de falar com as pessoas. A parte boa é que ando falando muito mais por telefone, é tão melhor, mas ocupa tão mais tempo! No serviço é quase impossível tagarelar no telefone, a gente fica tão mal visto! O primeiro dia sem Whats foi péssimo, mas como tudo na vida é questão de tempo, logo me acostumei. Mas que faz uma falta danada, isso faz!

A meta mínima do projeto foi alcançada, duas semanas. Achei que não ia aguentar, mas está sendo bem mais fácil do que imaginei. Adoro as broncas que a Lilian me dá, é um dos motivos que me fazem voltar a ter Facebook, rs. Até o fim do mês estou de volta, será que acostumo a ter Face de novo? É claaaro que sim =P

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

2 e 5

Você já fala tanta coisa e é tão gostoso de escutar! Dedê, peta, mamãe, papai, vovó, vovô, Agu (tio Gu), cuco (suco), aua (água), xiá (passear), couo (colo), ganina, pinino (pintinho amarelinho) e muitas outras que me fazem rir muito!

Está esperto que só, monta quebra-cabeças, será um menino genial!

Também está birreeeento... mas rezo para ser uma fase =)

Lindo de viver, esse cabelo meio castanho, meio dourado é um charme, esses olhinhos de jabuticaba cada dia mais expressivos, esse corpinho de menino que cresce a cada dia que passa!

Amoroso, distribui beijos e abraços, só escolhe muito bem em quem dar =P

Ama, adora, idolatra a escola, espero que isso continue quando crescer.

Adora correr, brincar, pular, nadar! Está tão moleque!

Ama um teatro e um desenho, adora a Ganina, o Patati e o Mike (do Monstros S.A). Ah, e ama o Aaaaalviiiin!

Comemorando seu mesversário

Tão mocinho que já fica sozinho na brinquedoteca do Shopping!

Xis!

Nosso goleirão!

Morre de medo do Papai Noel, rs

Só para registrar, meu filhote, te amamos muito! Nossa vida tem muito mais sentido com você!

Hoje eu assisti: Sonhos Roubados

Depois de voltar de viagem, cansada pacas, resolvi assistir Sonhos Roubados.


O filme conta a história de três amigas do subúrbio do Rio de Janeiro, cada uma com seu drama familiar, todas sem conviver com as mães biológicas e que se prostituem para conseguir dinheiro para pequenos luxos e também para poderem se manter. 

É outro filme muito bom da Sandra Werneck, que conta a dura realidade e a vida da população de baixa renda do Rio de Janeiro, que moram em comunidades e que tem problemas como gravidez na adolescência, prostituição, drogas e cia. 
O filme contou com a estreia de MV Bill nos cinemas

A Nanda Costa participou desse filme e, na minha humilde opinião, ela atuou muito bem! Mal assisti a novela que ela fez e eu já não curto novela, mas lembro do pessoal metendo o pau na atuação dela na telinha... talvez ela não deva mais perder tempo fazendo novelinha boba e parta logo para o cinema, não?

O filme ganhou vários prêmios e foi baseado no livro "As Meninas da Esquina" (que vou caçar para comprar e ler). As atrizes do filme visitaram comunidades cariocas para se ambientarem ao filme, inclusive a atriz Amanda Diniz morou no Vidigal por 6 meses para entrar no espírito, uau! Aqui a atriz dá uma entrevista sobre como foi fazer esse filme.

O filme tem um espacinho na Wikipedia, é só clicar aqui para ver. E aqui para ver o trailer do filme. 

Para assistir o filme, são três caminhos: locadora, Netflix ou aqui (viva o YouTube, rs!). 



quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Sensíveis ao leite de vaca

Você já deve ter ouvido que leite de vaca não é recomendado para bebês com menos de 1 ano. Pois saiba que a orientação tem fundamento científico. O companheiro nosso de cada manhã não contém nutrientes em quantidades adequadas para o desenvolvimento dos pequenos nessa idade - o nível de ferro, por exemplo, é muito baixo e o de sódio, que contribui para a sobrecarga dos rins, é alto demais.

Esse não é o principal problema. Hoje, 5% das crianças brasileiras possuem algum tipo de alergia alimentar e o grande protagonista dos ataques alérgicos na garotada é ele mesmo: o leite de vaca. "No primeiro ano de vida, nosso sistema gastrintestinal ainda não está maduro", explica Ary Lopes Cardoso, chefe da unidade de nutrologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas paulistano. Quando o leite de vaca entra no menu muito cedo, o organismo da criança absorve proteínas que podem ser encaradas como intrusas pelos anticorpos. Aí, os sintomas de que algo não vai bem surgem em diferentes cantos do corpo - principalmente na pele, nos pulmões e no intestino.

O bebê pode apresentar diarréia, constipação, vômitos, asma, rinite, chiado no peito, manchas avermelhadas, urticária e, em casos mais sérios, anafilaxia (uma reação sistêmica que vem acompanhada de falta de ar). Por que o leite? "Ora, ele é um dos primeiros alimentos a serem introduzidos na dieta da criança", justifica o pediatra e alergista Wilson Rocha Filho, coordenador do Núcleo Allos, um centro de referência no tratamento de alergia alimentar e anafilaxia de Belo Horizonte. Além disso, a bebida contém 25 proteínas com potencial para induzir reações do sistema imune.

Diagnosticar o problema é que costuma ser complicado. "Há muita confusão, já que os sintomas são parecidos com os de outras doenças, como a intolerância à lactose", afirma Wilson. "Por isso, uma análise da história clínica detalhada da criança é a melhor forma de diagnóstico", complementa. Quando os pais são alérgicos, o cuidado deve ser redobrado - o risco de desenvolver o mal chega a 80%. "Se houver a suspeita de alergia, o pediatra pode prescrever uma dieta de exclusão para tirar a dúvida", diz Roseli Sarni, presidente do departamento de nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria. Ou seja, o leite e companhia ficam de fora da mesa por cerca de duas a oito semanas.

Os especialistas também adotam esse procedimento no exame que confirma se o pequeno rejeita a proteína do leite de vaca. Trata-se do teste de provocação, ou desencadeamento. Logo após o término da dieta de exclusão, a criança consome o alimento que poderia estar por trás da alergia e fica sob observação. Para o alívio da criançada - e dos pais -, essa é uma doença autolimitada. Em bom português, ela tem cura e não costuma ser persistente. Roseli Sarni dá uma boa notícia: "Em 85% dos casos, o problema é resolvido antes dos 3 anos de idade".

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Missão: Jeans 38!

Semana 13 - 11 a 17 de novembro de 2013

Semaninha curta na área, feriado à vista!!!

Como sempre a semana começou bem, com a minha aulinha sagrada de Pilates às 7 da manhã! É difícil acordar mais cedo para fazer exercícios, como sou super dorminhoca, sempre acordo e penso, hoje vou faltar ao Pilates, só hoje! Mas aí eu levanto, lavo o rosto e já fico animada, adoro demais essa aula! A professora não pegou tão pesado porque na aula de sábado eu quase morri, rs. Fiquei chateada porque não fiz outra aula essa semana, por conta do feriado... mas tudo bem, semana que vem eu compenso!

Como tudo na vida é aprendizado, estou aprendendo a comer melhor, as porções estão cada dia melhores, mais equilibradas e saudáveis. Arthur entrou na minha dança, está comendo cookies integrais, macarrão integral, sucos orgânicos e muitas outras coisas do bem. Quero que ele cresça com essa consciência de que comer bem é bom para ele mesmo, que ele deve amar seu corpo como um templo, que tudo o que comemos reflete em nossa vida, tanto para o bem quanto para o mal. E janeiro que nos aguarde, se Deus quiser começaremos a tão sonhada natação! Enquanto as aulas não chegam, estamos aproveitando essa onda louca (e maravilhosa!!!) de calor para ir à piscina e brincar bastante, ficamos os dois moídos!

Apesar de tudo, às vezes damos as nossas escorregadas e jacadas. Mesmo assim, as jacas estão cada dia menores. Comer bem todos os dias é ótimo e fundamental para emagrecer e manter a saúde. De vez em quando uma escorregada não tem problema, não ligo de comer o que quero de vez em quando ou o Arthur comer uma besteira, faz parte da infância, eu comi e ele vai comer também. Só não pode exagerar ;)

Ah, essa semana comecei oficialmente a trocar três jantares por shake. O que estou usando é o Diet Shake, por ser mais fácil de encontrar (pelo menos para mim) e por ser (beeeem) mais barato do que o da Herbalife. Comprei um sachê da Herbalife para experimentar, paguei 6 reais e uma caixa de 400 g de Diet Shake foi 15 reais, impressionada com a diferença! Praticamente não notei diferença entre os shakes, vou experimentar de novo o da Herbalife para confirmar minhas impressões. A casa está dominada por vários sabores, para não dar tempo de enjoar, rs. E por conta da quantidade de sódio alta, vou manter mesmo apenas 3 jantares semanais, bebendo água pra caramba para ajudar. 

O final da semana foi meio complicado porque viajamos. Fizemos um cruzeiro e foi bem gostoso, o primeiro do Arthur e do marido. Dos três que já fiz, esse foi o que mais achei falhas, mas mesmo assim foi muito bom, vou ver se faço um post sobre. A dureza de qualquer cruzeiro é a comida, o mais artificial possível. Nesse tinham muitas frutas, mas os sucos em geral eram industrializados, a comida tinha cara de mentira, em todas as refeições eram servidas pizzas, batata frita, hambúrguer... uma tristeza! No primeiro dia comemos pizza e batata frita. Do segundo pra frente as coisas melhoraram, comemos melhor, com a parada comemos lula ao vinagrete na praia, no navio jantamos sopa, salada, berinjela recheada com ricota (uma delícia!), frutas. Também levei biscoito de polvilho, sucos de caixa (menos artificiais possíveis), potinhos de papinha pro Arthur, que se deu bem e praticamente não comeu besteira ;)

Ah, mas teve uma parte muito boa para compensar: a academia do navio era simplesmente fantástica! Uma das academias mais bem equipadas que já vi, esteiras super modernas, até os colchonetes eram estilosos, rs. Aproveitei bem, experimentei vários aparelhos, pensava nas malditas batatas-fritas que comi no primeiro dia, rs. Tentei correr na esteira, mas quase saio voando com o balanço do navio, o negócio foi andar rápido mesmo.

A parte ruim: entrei na quarta semana sem mudança de peso na balança, que ódioooo! Depois de tantos exercícios, controlando a boca, comendo chia, amaranto, shake e não emagreci. Admito que isso está me incomodando... apesar de receber muitos elogios e perceber que meu corpo está ficando com formas bonitas (acredito que por "culpa" do Pilates), não perder um grama na balança está me deixando louca. 

A parte boa: estou pegando um amor louco por exercícios! Pilates duas vezes por semana, caminhada quase diária. Estou contando os dias para não ter mais aulas a noite e me matricular na natação ou dança! Quero ocupar 4 ou 5 dias da semana com atividades físicas, fora a caminhada! Estou amando me exercitar, ver meu condicionamento melhorar a cada dia que passa, no navio vi que meus batimentos cardíacos estão excelentes em ritmo de exercício, fiquei bem feliz com isso! E não paro de receber elogios, de como meu projeto está dando certo (mas bem que eu podia perder um kilin, né? =P).

Domingo chegamos cedo em casa, descansei bastante com meu Arthur lorito, meus pais vieram almoçar com a gente e foi bem gostoso. Comi carninha e uma coisa que não comia há muito tempo, pão de alho. Resultado: ressaca alimentar. Passei mal o resto do dia, com azia, dor de estômago, provavelmente crise de gastrite. Foi tão desanimador que mal comi o resto do dia e comecei a semana comendo super regradinha, de trauma mesmo. Mas o que acontecer essa semana fica pro post da semana que vem!


domingo, 17 de novembro de 2013

Projeto Facebook Off - Semana 1

Faz muito tempo que venho pensando em desativar minha conta do Facebook, por vários motivos: muito tempo perdido ou dedicado (depende do ponto de vista), pessoas chatas e/ou inconvenientes, ser facilmente localizada por pessoas indesejadas, ver muita (muitaaa) hipocrisia, entre outros.

Por conta dos pontos positivos, que também são muitos, eu enrolei muito mais tempo do que queria para realmente desativar meu perfil. Aí, uma bela noite eu fui dormir com a macaca e decidi desativar pelo celular, rápido e indolor. Nos dois primeiros dias, não vou mentir, senti pesado a falta do Facebook. Toda hora dava uma olhada rápida no celular e só aí percebia que não tinha mais o aplicativo instalado. Aí ficava tentada a ir para o computador e dar uma olhada, trabalhar o dia inteiro me ajudou a não voltar atrás.

Depois de uns dias, me acostumei a ficar sem meu perfil, sem grandes dores. As vantagens foram que otimizei o uso do meu tempo (estava muito viciada!), converso mais com as pessoas, seja pessoalmente ou por celular, não fico mais só no curtir.

A parte ruim pesou mais: perdi contato com muitas pessoas, que acabei me acostumando a ter contato apenas no virtual, não tenho nem o telefone. Um dia desses não tive aula na Federal e o aviso rolou pelo Facebook e eu? Fui pra aula, não sabia, né? Participo de um grupo no FB de mamães e falo apenas com as que tenho mais contato, as que falava só pelo Face não estou falando. Sinto falta dos grupos de reeducação alimentar também.

No balanço, percebo que as desvantagens superam as vantagens em número, mas em qualidade... é bom ficar sem o Facebook porque eu acabo me expondo muito. A meta do meu projeto é ficar no mínimo duas semanas sem meu perfil e no máximo, um mês. Minha primeira semana acabou e sobrevivi, rs. Vamos ver a segunda como será. Ah, e outra dúvida quando eu voltar: será que meu perfil será o mesmo ainda? Veremos!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Medo de dentista - Parte II

A correria é tanta que acabei esquecendo de contar a minha peleja no dentista. Depois de meses ensaiando, peguei o telefone da dentista que meu irmão e mãe estão frequentando e marquei, com muito custo.

No dia marcado, fui lá para conhecer o consultório, a doutora e claro, ver em que estado estava minha boca. Fui morrendo de medo de já ter que fazer alguma coisa ou do diagnóstico ser muito ruim, de ter canal em vários dentes, de ter outros problemas que nem sabia que poderia ter, entre outras coisas. Para minha surpresa, eu não tinha nenhuma cárie (tirando a do siso)! Eu jurava que tinha, porque às vezes sinto uma sensibilidade muito grande nos dentes quando como doces ou gelados, mas a doutora disse que não tinha nenhuma. Meu dente do siso, infelizmente, é mesmo um caso perdido. Além de estar de lado, está com uma cárie tão grande que provavelmente se tornou um canal, o que torna inviável o tratamento. Confesso que será um alívio tirar esse dente. Além de ser muito difícil de limpar, mordo muito a bochecha por ele estar torto e ainda por cima os sisos entortaram todos os meus dentes, um saco!

No final, tive um diagnóstico que não esperava ter: periodontite. Meu pai tem essa doença há muitos anos e é uma luta difícil de ganhar, já que o caso dele é muito avançado e ele é pão-duro com dentistas, já viu... essa doença é grave, é uma gengivite mal tratada, que pode resultar em perda de dentes inteiros, olha que dó! Eu já vi meu pai perder dentes com raiz e tudo, me assustei muito mesmo quando vi que eu estava com a mesma coisa que ele, mesmo que em fase inicial...

Quando eu estava grávida do Arthur, tive muita dor no dente do siso. No final da gravidez eu fui ao dentista porque estava enlouquecendo de dor e descobri a gengivite. Por medo de dentista, nunca mais voltei, ou seja, dois anos sem ir ao dentista (QUE VERGONHA!). E a simples gengivite se tornou a tal periodontite, olha que prejuízo!

Apesar do diagnóstico, fiquei muito tranquila com a doutora, ela foi muito calma, explicou tudo que ia fazer, o que achava que eu tinha que tratar, me passou muita experiência. Fiquei tão segura com ela que nem estou com tanto medo da próxima consulta, que será semana que vem. Estou com um pouco de medo da anestesia que provavelmente terei que tomar, mas animada em poder tratar meus dentes. Adoro meus dentes e meu sorriso, mas ao mesmo tanto fui tão relaxada com eles! Preciso correr atrás do prejuízo para não correr o risco de perder nenhum dente por pura falta de cuidado, que absurdo =(...

Agora o negócio é correr atrás e tratar dente por dente. Inicialmente farei três sessões para tratar a periodontite e depois de ter a gengiva curada, vou encarar a extração do dente do siso. E aí eu vou ficar com medo de verdade, rs! Apesar de eu sonhar em tirar esse dente que tanto me incomoda há anos... é esse pensamento que me fortalece!

Ah, esqueci de contar que vou a falência com esse tratamento todo, mas juro, estou pagando feliz. Não posso nem sonhar em perder meus dentes à toa, eu, hein?

Outro detalhe: a doutora pediu radiografias da minha boca, me explicou que o ideal é tirar uma radiografia panorâmica anualmente (assim como eu faço exame de vista todo mês de dezembro e desde o ano passado também faço exame de audiometria, saúde em primeiro lugar!). Também disse que vai precisar das radiografias para ver como está a raiz do meu siso, para ver como vai arrancá-lo.

O engraçado foi o dia de tirar a radiografia! Fui, um baita toró, peguei ônibus para economizar o estacionamento e me ferrei. Deixei meu lindo e novo guarda-chuva de zebrinha no suporte para secar guarda-chuvas na porta do laboratório. Fiz os exames e quando a tonta aqui sai para ir embora o que encontra? Trocentos guarda-chuvas, menos o meu de zebrinha =/... um fio duma égua roubou meu guarda-chuva novinho e pior, num dia de chuva!!! Cheguei no serviço linda, pingando, descabelada... porque não encontrei nenhum vendedor de guarda-chuva de Deus no caminho para me salvar, rsrsrs, só me lasco!

Até semana que vem, se eu sobreviver à primeira sessão na dentista, aiiiii! E bom feriado à todos!

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Missão: Jeans 38!

Semana 12 - 04 a 10 de novembro de 2013

Semana nova, correria de sempre!

Depois de um fim de semana maravilhoso, rodeado de amigos queridos e bebês terrivelmente lindos, rs, mais uma semana cheia de energia chegou! O fim de semana foi lindo e cheio de calorias, bolo de chocolate que meu amado marido fez (duvidei que daria certo, mas me ferrei, ficou uma delícia! Tudo bem que eu fiz a cobertura, né? =P), refrigerante, churrasco, pizza, doces... então tive que compensar com mais disciplina e exercícios.

Bolo de chocolate do maridex

A semana começou com uma aula de Pilates caprichada, quase morri! A parte de alongamento está cada dia melhor, estou alongando com muito mais facilidade, agora a parte de postura, respiração e pior, musculação... Pai Amado! Tenho muuuuito o que melhorar! Está sendo ótimo aprender a respirar melhor, a arrumar a postura, já estou ficando até meio corcunda de tanto peso no peito e preguiça de ajeitar a coluna. Também estou amando a parte em que os músculos são postos à prova, tem hora que acho que não vou aguentar, mas acaba dando certo. E aí vejo como sou fracota, não vejo a hora de ficar mais forte e definida!

Procurei me alimentar bem, mas admito que está sendo muito difícil mesmo seguir a dieta da nutri... eu tenho MUITA fome! Nem como tanta besteira, mas a quantidade que a nutri me passou não parece suficiente pra mim... Segunda segui direitinho a dieta dela, com alguns parênteses que espero não fazer tanta diferença. Na hora da fome, comia frutas. Se a fome estava muito grande, alguns cookies integrais da Kobber (estou APAIXONADA por eles, como são gostosos! E tem 117 calorias por 4 unidades, um lanchinho amigo!).

Cookies da Kobber, maravilhosos!

Também entrei com várias coisas para ajudar na perda de peso, já que dei uma empacada na balança: pão de forma light, granola light, leite semidesnatado, cookies integrais e alguns ajudantes, como a chia e o amaranto. O melhor é que muitas coisas já conseguimos encontrar em grandes redes de supermercado e também em casas de produtos naturais, que antes eram restritas à Zona Cerealista e hoje encontramos em vários locais de fácil acesso, como shoppings e farmácias. Tem uma loja do lado de casa, adoro passar lá para fazer minhas comprinhas naturebinhas, rs.

Amaranto

Chia
Sigo firme com as cápsulas de Garcinia Cambogia, não sei se é psicológico, se é pena de botar a perder todo meu esforço nas atividades físicas, mas comecei a sentir diferença no apetite por doces. Tanto que esse fim de semana não tomei Garcinia nenhum dia e domingo estava louca para comer doce!

Sobre meu peso, estou louca para marcar a bioimpedância... dezembro vem aí e com ele, minhas férias. Vou passar nos médicos e aproveitar para marcar esse exame. Pela terceira semana seguida não tive mudança de peso =(... melhor do que engordar, ok, mas esta estacionada não está me agradando, sério! Esse fim de semana recebi tantos elogios de pessoas diferentes, de que estou mais magra e eu percebo isso nas roupas, tanto que estou usando algumas peças 38 e muitas blusas que usava antes da gravidez! Mas a balança ainda tem um impacto muito grande para mim. Tomara que a bioimpedância me traga boas notícias!

Bom, que venha mais uma semana!!

 

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Hoje eu assisti: Frida

Como estou de namoro com a Netflix! Por causa dela ando vendo e revendo vários filmes, muito amor =)


Dia desses assistimos Frida. Tudo bem que foi em várias parcelas (pausa 1: trocar fralda, pausa 2: fazer mamadeira e por aí foi, rsrsrs, mas deu certo e conseguimos terminar). Eu já assisti várias vezes, adoro o filme, a história da Frida Kahlo, o elenco...

Frida Kahlo
O filme conta a biografia da artista mexicana Frida Kahlo, desde a adolescência até sua morte. Ela cresceu em uma família moderna para a época, gostava muito de pintar quadros e trabalhar com arte e acabou se apaixonando pelo pintor Diego Rivera (interpretado pelo ator Alfred Molina). Os dois vivem uma história de amor muito forte, com muita paixão, sensualidade, brigas e traições, tudo muito intenso. Frida é interpretada pela Salma Hayek. Adoro filmes com a Salma, ela é tão linda e talentosa! O papel caiu como uma luva para ela, em minha opinião.

Salma Hayek, linda!

A arte de Frida Kahlo era muito intensa, às vezes pesada. Gostava muito de se auto retratar e transmitir para seus quadros suas dores e tristezas. Segue algumas obras dela.




Uma curiosidade do filme: Jennifer Lopez e Madonna (???) foram cotadas para fazer o papel de Frida. Além disso, o filme ganhou muitos prêmios, como o Oscar e o Globo de Ouro!

Se interessar, assista o trailer aqui. A qualidade não é das melhores, mas é o único com legendas...

Ah, também encontrei o site oficial da Frida Kahlo, vale a visita! Apenas em inglês e espanhol.