quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

15 anos de Lua!

E essa semana foi aniversário da Lua!

A Lua é nossa tekel de estimação, que ganhei de presente da madrinha do meu filho há 15 anos!

Parece que foi ontem: estava doida por um cachorro. Vi um clip do Groove Armada, Superstylin', onde aparece um tekel pretinho fazendo graça. Fiquei apaixonada! Sonhei que tinha uma cachorrinha chamada Lua. Contei tudo isso pra Dani, que me disse que a prima dela tinha um casal de tekel e que tinha dado cria, que ela ia ver se conseguia um pra mim. Dias depois chega a Dani com uma bolinha preta nas mãos, a Lua!

Cheguei em casa, mostrei a Lua pra minha mãe, que surtou: tá maluca, Guaciara? Cachorro? Pirou? Não, mãe, não pirei. Ganhei um cachorro da Dani, olha que lindo! Ouvi que era para levar embora. Fiquei arrasada, mas antes de sair, deixei a bolinha de pelos na mão da minha mãe, pedi para ela cuidar enquanto avisava a Dani que não poderia ficar com o cachorrinho... quando voltei pra casa, meu pai tinha chegado e ambos disseram que tudo bem ficar com a cachorrinha.

Chorei de alegria!

A batizamos de Lua e ficamos apaixonados! Mas o amor maior foi mesmo entre minha mãe e ela... logo minha mãe, que não queria cachorro nem pintado de ouro! As duas são grudadas até hoje, dormem juntas na mesma cama, quando minha mãe viaja a Lua fica sem comer, um grude. E ela foi ficando e foi crescendo. Nunca foi fã de criança, cresceu mordiscando os pés do meu irmão (que na época tinha 7 anos), mas era esperta e super carinhosa. É medrosa e não dá ibope para estranhos e se entra um desconhecido em casa, ela corre para morder o calcanhar! Hoje nem tanto, já que está meio ceguinha pela catarata... Depois que casei, tentei levar a Lua, mas ela sofreu demais sem minha mãe... ela mora com minha mãe, mas a vejo todos os dias, passeio, levo ao veterinário (que ela odeia de morte, rs).

Super educada, logo aprendeu a fazer sujeira no lugar certo, não roía as coisas, só roeu de leve um revisteiro de madeira em toda sua vida. Gosta de usar roupa, dá até a cabeça para vestir. Dá a pata, entende comandos, é super esperta! Entende tudo que falamos, inclusive banho e veterinário. Se damos bobeira e falamos isso na frente dela, já era: ela se esconde e fica mostrando o dente pra gente, tipo, cai fora!

Ela é super esbelta, o que lhe permitiu chegar a essa idade, já que a coluna dessa raça rende problemas sérios. Hoje, aos 15 anos, ela está começando a ter probleminhas de coluna. Ficamos preocupados com o bem estar dela e torcemos para ser algo simples e passageiro.

Tem memória de elefante, já que faz altas festas quando vê a Dani ou algum familiar dela. Parece que está no DNA, sabe de onde veio!



E essa é nossa debutante, 15 anos de alegria ao lado dessa pretinha que amamos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário